Prosseguem hoje as regatas do Brasileiro de HPE 25

Prosseguem hoje e vão até o próximo dia 31 de maio,  o Campeonato Brasileiro da Classe HPE 25, que tem sede aqui no o Yacht Club de Ilhabela.

As regatas de quinta e sexta serão válidas exclusivamente para o Brasileiro e as de sábado e domingo terão validade concomitantemente, para o segundo final de semana do Circuito Ilhabela –  Copa Swift Sport.

o Campeonato Brasileiro é aberto a todos os barcos que estiverem de acordo com o Apêndice 2 das Regras de
Regata da ISAF 2013-2016 e certificados de medição da Classe HPE validos para 2015.

É obrigatória a apresentação dos certificados de medição no ato da inscrição.

Confira aqui o AVISO DE REGATA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE HPE 2015.

Copa Swift Sport decide segunda etapa e prepara barcos para a Ilhabela Sailing Week

Durante o fim de semana (30 e 31/5), organização oferecerá medição sem custo aos barcos da classe RGS inscritos na Ilhabela Sailing Week, além de sorteios de inscrições para a terceira etapa, velejada com a Wind Charter e máquina de café Nespresso

Ventos médios nivelaram as regatas do primeiro fim de semana (23 e 24) do Warm Up para a Ilhabela Sailing Week (ISW), como é chamada a 2ª Etapa da Copa Swift Sport. As regatas decisivas serão disputadas no próximo fim de semana (30 e 31), com sede no Yacht Club de Ilhabela (YCI).  O equilíbrio predominou em todas as classes, com resultados variados diante da dificuldade apresentada pelas tripulações para manter regularidade.

Em cinco regatas da classe HPE, foram duas vitórias do Suzuki Bond Girl, duas do Arretado e uma do Aventura 55. Na competitiva C30, Barrucuda, Porsche, Caballo Loco e +Realizado dividiram as vitórias na classe. Na RGS Geral, Asbar II venceu duas vezes, contra uma vitória do Montecristo. A RGS Cruiser foi exceção, com três primeiros lugares do Jambock, após os tempos corrigidos.

Com uma flotilha de 19 barcos entre os 38 inscritos na etapa, a RGS marcou presença como a classe mais numerosa em Ilhabela. “A presença dos RGS no Warm Up é sinal de que a classe já está se agitando para a Ilhabela Sailing Week. Ainda teremos os tradicionais barcos de Santos, Ubatuba e de outras localidades”, avalia o diretor de Vela do YCI, Carlos Souza e Silva, o Kalu, comandante do Orson.

Para incentivar ainda mais a participação da classe na ISW 2015, de 4 a 11 de julho, haverá uma ação especial no próximo fim de semana (30 e 31) no YCI, durante a 2ª Etapa da Copa Swift Sport. “Teremos medidores à disposição das tripulações que pretendem correr na RGS. Os certificados serão emitidos sem qualquer custo”, enfatiza Kalu, lembrando que a medição na RGS estará aberta também aos veleiros Clássicos.

O comandante do Orson, considera positivo o equilíbrio registrado na abertura da 2ª Etapa da Copa Swift Sport. “Com o vento mais fraco, tivemos várias armadilhas na raia. Todos acham que conhecem os atalhos e que é só dar o bordo em direção à costa de Ilhabela quando a raia é montada ao norte. Mas vimos que nem sempre é assim. Eu gosto muito das regatas com variações”.

Medição para Ilhabela Sailing Week – O serviço especial, gratuito para a classe RGS, terá coordenação de Martin Bonato e do medidor Alexandre Martin e estará aberto aos comandantes que desejarem medir seus barcos na RGS para correr a 42ª Ilhabela Sailing Week, principal competição de oceano da América Latina. Os interessados em aproveitar a oportunidade devem entrar em contato com a organização pelo e-mail: cuca@dialdata.com.br ou pelo fone: (11) 9 7147-4229. O agendamento é indispensável.

North Sails e Wind Charter – A North Sails oferecerá serviços sem custo aos participantes da Copa Swift Sport. As velas a serem reparadas devem ser entregues até às 17h00, ao lado da sala-rádio, no YCI. A devolução será feita às 10h00 do dia seguinte, no mesmo local. Contatos: Renê (12) 9 8164-9815, Gabriel (12) 9 8124-8124 ou Alex (12) 9 9785-4558. Haverá ainda sorteio da Wind Charter, de Paraty, de dois dias de velejada em um Sun Odyssey 439 para duas tripulações.

Café e cerveja - No estande da Suzuki, os velejadores ainda poderão saborear café Nespresso e participar do sorteio de uma máquina para prepará-lo. Após as regatas, o espaço ainda oferecerá a tradicional canoa de cerveja em meio à confraternização dos competidores na varanda do YCI. A organização e realização da Copa Swift Sport são do Yacht Club de Ilhabela, com patrocínio máster de Suzuki Veículos, patrocínios de Ser Glass e F7 Blindagens e apoios de Revista Mariner, Ancoradouro, Rádio Antena 1, North Sail, Sail Station, Wind Charter e Prefeitura Municipal de Ilhabela.

Fan page no Facebook - A COPA SWIFT SPORT tem página no Facebook para divulgar as informações sobre a competição, velejadores e classes. Além disso, o espaço na internet é um ponto de encontro virtual para atletas, árbitros e fãs da modalidade. Para curtir e ter acesso às atualizações, basta acessar o Facebook e digitar Copa Suzuki Jimny – Circuito Ilhabela de Vela Oceânica.

– Confira a Copa Swift Sport no face: Copa Suzuki Jimny – Circuito Ilhabela
– Acompanhe as novidades da Suzuki no site: www.suzukiveiculos.com.br
– Curta a página no Facebook (facebook.com/suzukibr)
– Siga no Instagram (@suzukibr) e Twitter (@suzukiveiculos)

Ary Pereira Jr. – MTb. 23297

Veja aqui os resultados acumulados do primeiro final de semana da 2ª etapa da Copa Swift Sport, realizada neste último final de semana.

Nos dias 30/31 de maio, acontece o encerramento da etapa.

Ação de mergulho no YCI é citada em blogs e sites de entidades internacionais

mergulho-2015

 

Imagem obtida por sonar no entorno da marina do YCI. No destaque petrechos de pesca no fundo do mar, próximos ao pier dos pescadores.

A ação de treinamento de mergulhadores para retirada de petrechos de pesca abandonados, perdidos ou descartados no entorno da marina do YCI, realizada no último sábado, 16 de maio, foi destacada no blog do projeto PP-APD, que destacou a importância da ação, principalmente o mapeamento da área do mergulho com o sonar sidescan de 455 kHz para obter detalhes do fundo marinho e detectar anomalias (lixo marinho e petrechos de pesca).

Equipe daSea Shepherd procura por organismos vivos entre os detritos para devolvê-los à água.

A página do Instituto Sea Shepherd Brasil também destacou o evento, ressaltando o trabalho da entidade em preservar os organismos vivos trazidos junto com os detritos pelos mergulhadores: “os detritos retirados passaram por uma triagem no qual foram resgatados diversos tipos de animais como caranguejos, siris, poliquetos, cavalo-marinho, moluscos diversos, larvas, esponjas, ascídias, ermitões, vieira, camarões, etc”.

Conforme lembra Ignácio Augusto de Mattos Santos, analista ambiental do Ibama e um dos coordenadores da ação, “foram envolvidos nos trabalhos vários representantes de órgãos públicos civis e militares, representantes do terceiro setor, pesquisadores vinculados a instituições de pesquisa de excelência, mergulhadores técnicos e instrutores de mergulho de alto nível e voluntários diversos.Os resultados foram excelentes e as metas foram cumpridas”.

Treinamento de mergulhadores foi um sucesso

10922745_986929061319382_5147870797424604948_n

No último sábado, 16/05, aconteceu com grande sucesso, no YCI, um evento pioneiro de treinamento de mergulhadores para retirada de lixo e petrechos de pesca abandonados, perdidos e descartados na área do nosso pier da marina, vizinho do pier dos pescadores, organizado pelo Ibama, Instituto de Pesca de SP e ICMBio.

A ação contou com o apoio da Marinha do Brasil e Grupamento de Bombeiros alem de  inúmeras entidades de pesquisa como o Cebimar-USP, UFABC, Unicamp alem da  Fundação Florestal, DAN, SeaShepherd, IANTD, NAUI , operadoras de mergulho, estudantes, voluntários e colaboradores do YCI.

Foi a primeira vez que tantas entidades ligadas ao mergulho e órgãos federais e estaduais se encontraram para o mesmo objetivo de limpeza e preservação do nosso mar e o YCI muito se orgulha de ter contribuído para isso.

O dia começou cedo, com a apresentação do projeto, interação entre os participantes e instruções aos mergulhadores, realizado no auditório do YCI.

Na sequência o grupo de mergulhadores, mesmo com visibilidade reduzida, iniciou o trabalho de coleta de objetos no entorno interno de nossa marina no pier dos pescadores. Foram encontrados mais de 100 quilos de detritos, entre objetos de pequeno porte como baterias, redes de pesca de vários tipos, cabos de uso em espinhel, lonas, potes de pesca de polvo além de pneus, (dentre eles um de trator), pinceis e até mesmo uma bandeira do Brasil.

Relatos dos mergulhadores dão conta de que muito mais detritos podem ser visualizados, principalmente no entorno da área externa do pier dos pescadores.

Antes do inicio da operação,  com a ajuda do professor Luis Miguel, do Instituto de Pesca de SP, foi feita uma sondagem na área onde seria feito o mergulho. Usando equipamento side-scan de alta sensibilidade, que tem capacidade de identificar qualquer objeto ou formação submarina,  foi possível identificar uma boa quantidade de objetos estranhos.

Aproveitando esta oportunidade, foi realizado  também, com a equipe do Instituto de Pesca, uma boa sondagem submarina em toda a área interna e externa adjacente à marina do YCI e também na região vizinha do pier dos pescadores e de ancoragem dos barcos de pesca. Em breve será divulgado um relatório técnico completo de tudo o que foi encontrado nesta sondagem.

O evento foi organizado pelo Diretor de Meio Ambiente do YCI, Julio Cardoso, para o qual: “Nosso clube mostrou mais uma vez seu compromisso com a preservação do meio ambiente marinho e pôde dar sua contribuição ativa para um evento pioneiro que conseguiu juntar tantas entidades e associações num primeiro passo importantíssimo que terá  continuidade.”

Esta ação  deverá ser repetida no futuro, tanto aqui em nossa marina, para treinar novos mergulhadores, quanto, especialmente, em áreas criticas onde será necessario fazer este “clean up”, como no próprio Pier dos Pescadores e área de ancoragem vizinha, Saco do Sombrio e especialmente no arquipélago de Alcatrazes, em datas a serem definidas em breve”.

Julio enfatiza que ´” é Importante ressaltar que foi implementado todo um processo técnico de separação do lixo e com a ajuda da equipe da SeaShepherd a fauna marinha capturada incidentalmente no lixo foi devolvida ao mar, como vários siris, caranguejos ermitão e até mesmo cavalos marinhos.

Todo este lixo foi fotografado, catalogado e identificado e fará parte de um relatório a ser feito pelo Instituto de Pesca que tem enorme experiência em identificar a origem de cada item, para saber  que tipo de pesca o utiliza (Industrial, artesanal, etc) ou mesmo outra origem. Dessa forma os responsáveis por educação e fiscalização poderão ter uma boa informação sobre que tipo de atividade está produzindo este lixo.”

Todo o lixo recolhido foi  sera encaminhado à Prefeitura de Ilhabela para ser destruído e ao Instituto de Pesca para referencia e analises já que o Brasil não conta com um sistema de reciclagem de lixo de pesca, como existe em muitos países da Europa, o que agrega valor no reaproveitamento deste lixo para diversas outras utilizações.

Após o mergulho, e antes de receber os certificados de participação, o grupo se reuniu novamente no auditório para trocar ideias e apresentar sugestões de aprimoramento  para próximas atividades.

Consenso foi a necessidade de expandir o trabalho de conscientização sobre a importância de manutenção do habitat marinho em boas condições,educar quem pesca e navega a nao jogar lixo ou descartar equipemantos e a determinação e compromisso de todas as entidades em dar continuidade a este trabalho agora iniciado.

Julio Cardoso agradeceu o apoio dos colaboradores do clube, como  Natalia (Sec.Social), Poty (Ger. Náutica) e Hugo (Tec. Meio Ambiente) pela grande ajuda que deram, além dos colaboradores Anderson e Santana, que se voluntariaram para mergulhar,  bem como ao nosso gerente Paulo Lamblet na realização e sucesso do evento.

E, importante mencionar que a ação acontecida no YCI será reportada e fará parte das ações da Global Ghost Gear Initiative, uma associação internacional de entidades voltadas à questão dos petrechos de pesca perdidos ou abandonados em todo o mundo.

Veja todas as fotos:

 

 

Fotos feitas pelo Instituto de Pesca:

Imprimir Página

Inicial

……….      ………. ……….  ……….  ……….

 iconeclimatempo        

Link permanente para este artigo: http://yci.com.br/